segunda-feira, 4 de julho de 2016

Sobre vôos e quedas...

Ilustração: designUp
Soprava um vento sul. Passarinho viu o céu num azul tão lindo que se encheu de vontade de voar e foi. Aquela liberdade era tão fascinante! Vôou tão alto quanto jamais ousara. E já na descida, pobrezinho! Machucou a azinha esquerda e pôs-se a chorar. Sentiu uma dor tão profunda que perdeu desde então a coragem de voar outra vez. Todo dia de céu azul, seu coraçãozinho enchia-se de esperança e vontade de alçar vôo, mas lembrava-se do tombo, abaixava a cabeça e continuava a caminhar. Um dia encontrou um alçapão armado no chão, entrou. Agora mora em uma gaiola pendurada num prego qualquer de um quintal desses. Ali, sente-se seguro, sabe que não há risco de machucar-se outra vez. Mas chora baixinho quando olha o céu de longe e canta sua tristeza todos os dias.

(Karla Thayse- 05/10/10)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Soltava sorrisos ao vento e ouvia: Uma hora eles voltam pra você." [Vanessa Leonardi]