quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Em dois tempos...

Ilustração: Duda Dase
Tem horas que não sabemos se o melhor a fazer é seguir os ponteiros do relógio ou os do coração. 

(Karla Thayse Mendes – 22/02/12)

A equilibrista...

Ilustração: Amanda Cass
E depois de tantas quedas do fio da corda bamba, quase pensei em desistir... Quando olhei para a ponta de lá e vi um futuro lindo a me esperar de braços e sorriso abertos, respirei fundo, equilibrei minha fé e fui.

(Karla Thayse Mendes – 19/02/12)

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Cabeça de vento...

Ilustração: Duda Dase
Abre a janela da cachola e deixa saírem os morcegos menina! Leve mesmo é quem tem a cabeça de vento.

(Karla Thayse Mendes – 22/02/12)

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Autêntica...

Ilustração: Wallcoo
É que eu sou mesmo assim... Planto estrelas no jardim, pinto flores no céu, escrevo em corações e pulso em folha de papel. Sou assim... Goste quem quiser gostar de mim.

(Karla Thayse Mendes – 19/02/12)

Agridoce (Série Agridoce VI )

Ilustração: Viria 13 Deviantart
A gente mistura o doce do amor com o sal do suor do meu corpo no seu, mexe por 20 minutos e deixa no forno a 180 graus. Depois de pronto, é só lamber, morder, comer e amar. Esta receita rende duas porções e pode ser servida no café da manhã, almoço ou jantar. 

(Karla Thayse Mendes – 25/02/11)

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Linhas Cruzadas...

Ilustração: Gabriel Pacheco
Se as linhas dos nossos novelos pudessem se cruzar,
seríamos duas pipas amando no ar.

(Karla Thayse Mendes – 20/02/12)

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Perfume (Série Agridoce V)

Ilustração: Lesja Chernish
Teu perfume está por toda parte, dentro da casa, dentro de mim, aqui... Nos lençóis, travesseiro, banheiro, no sofá, pelo ar... No meu corpo feito louco, dentro dos meus cabelos, no tapete, na rede e na mesa do jantar. Como era cheiroso te amar, em qualquer lugar.

(Karla Thayse Mendes – 03/02/12)

Boas maneiras...

Ilustração: Honor Bowden
Entrar sem bater é falta de educação,
seja na casa ou no coração.

(Karla Thayse Mendes – 22/02/12)

Cada um carrega o fardo que quer...

Ilustração: Wallcoo
E todos os dias eu admirava aquela dona que carregava lenha na cabeça com a leveza e a alegria de quem carregava flores.

(Karla Thayse Mendes – 19/02/12)

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Destino de passarinho...

Ilustração: Marianne Berguer
E nem adianta arrancar as asas... Quem nasce para ser pássaro voa todos os dias e a vida inteira, nem que seja com os pés no chão.

(Karla Thayse Mendes – 20/02/12)

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Essência...

Ilustração: Wallcoo
Nobre é florescer em um canteiro de cactos e ainda assim reconhecer-se flor.

(Karla Thayse Mendes – 19/02/12)

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

“É hoje o dia da alegria”

Ilustração: Duda Dase
Eu viro a tristeza de cabeça pra baixo, desfaço a trança, tiro os sapatos e saio por aí montada na felicidade. Porque o hoje só tem 24 horas para ser, então “que seja doce”... Que seja lindo.

(Karla Thayse Mendes – 22/02/12)

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Sobre a teia da Mulher-Aranha...


Ilustração: Alina Chau
Então ela teceu vários fiozinhos de seda e foi formando uma teia dessas bem grandes, para segurar a alegria, os sorrisos... Para prender os sonhos, os abraços amigos, flores, cores e uns amores antigos... Para guardar canções, os melhores beijos e os melhores livros.

(Karla Thayse Mendes – 19/02/12)

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Desjejum (Série Agridoce IV)

Ilustração: Viria 13 DeviantArt

Melhor do que dormir em teus braços é acordar com teus beijos. Desperta-me antes do nascer do Sol ao tocar de leve a minha cintura e eu encolho-me de desejo... Beija minha nuca, bebe minha saliva como se fosse leite e faz do meu seio pão. Devora-me! Sou teu café da manhã, tua refeição principal. Prova-me com geleia de morango e mata a tua fome de mim, assim... Põe açúcar, amor e afeto, sou teu prato completo e a sobremesa do final.

(Karla Thayse Mendes – 03/02/12)

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Mata-me de amor (Série Agridoce III)

Ilustração: Lesja Chernish
Atravessa teu amor em mim, maltrata-me! Puxa-me pelos cabelos e me pega pela cintura, de jeito. Castiga-me sem medo, sem dó, me dá um nó. Mata-me de amor até amanhecer e depois até anoitecer... E depois e depois e depois... Sufoca-me de paixão e me bate com mesma a frequência com a qual bate teu coração.

(Karla Thayse Mendes – 03/02/12)

domingo, 12 de fevereiro de 2012

O adeus dói..

Ilustração: Viria13 DeviantArt

Dentro daquele abraço coube tanto amor, tanta ternura, tanta saudade... Ficaram ali por um bom tempo, de olhos fechados e em silêncio. Só os corações falavam um ao outro, e aquela melodia que faziam em batidas compassadas poderia ser a última... Agora cada coração tocará por si só, cada um de um lado oposto da estrada sem fim cantará a saudade que sente do outro. Ele guardou uma lágrima dela que caiu em seu ombro e ela pendurou na parede do coração o último sorriso daquele moço. Estradas foram feitas mesmo para maltratar paixões, pensou a moça inconformada, enquanto ele pensava como seus dias seriam nublados sem a luz dos olhos dela a cada manhã. O adeus em uma história de amor é o ponto final antes do “viveram felizes para sempre”, e dói.

(Karla Thayse Mendes – 31/01/12)


"Ele disse: - Eu não vou me esquecer de você. 
Ela disse: - Nem eu."
[Caio F.]

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Canção pra Recomeçar (Série Agridoce II)

Ilustração: Lesja Chernish
Toca-me outra vez como quem toca um instrumento musical e eu serei canção do seu amor. Coloca-me no colo e dedilha-me sem . Bagunça meus cabelos e minhas cordas, faz música de mim, desliza suas mãos em minhas curvas e Só Fa - La - Mi ao coração Si for canção pra Re-começar.

(Karla Thayse Mendes – 03/02/2012)

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

DesCORtinar...

Ilustração: Gabriel Pacheco
É simples, basta abrir as cortinas e deixar a luz do sol entrar.

(Karla Thayse Mendes - 08/-9/11)


"Não desista, vá em frente.
Sempre há uma chance de você tropeçar
em algo maravilhoso."
[Caio F. Abreu]

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Ausência...

Ilustração: Viria13 DeviantArt

Foi-se embora e carregou-me no beijo.

(Karla Thayse Mendes - 01/02/12)

É ele (Série Agridoce - I)

Ilustração: Viria13 DeviantArt
É ele quem me deixa de riso frouxo e coração acelerado. Ele quem me desequilibra e me ampara, rasga minha roupa e me veste de amor.  É ele quem bagunça meus cabelos e minha razão, é ele quem me abraça e me aperta. Só ele me pega de jeito, pela cintura e pelo coração.

(Karla Thayse Mendes – 01/02/12)

Dia de sorte...

Ilustração: Viria13 DeviantArt


A segunda-feira dela:

O dia cheio no trabalho, a promoção negada, o café que manchou a blusa branca... O carro na oficina, o ônibus lotado, o trânsito lento...  A chuva que cai, o celular roubado, o guarda chuva quebrado... A chave que ela esqueceu do lado de dentro da casa, a fome, a espera.

A segunda-feira dele:

O salário atrasado, as dívidas acumuladas, a preocupação... O trânsito lento, o pneu furado, a chuva que cai... A contramão, o guarda, a multa... O ar condicionado quebrado, mais um “último cigarro”, o sapato apertado.

A segunda-feira dos dois:

Sentada na calçada, ela o esperava como uma criança perdida a espera do colo seguro dos pais e ele a admirou com a emoção de quem encontra uma luz no final do túnel. Abraçaram-se num aconchego bom e encontraram a paz de um que morava nos braços do outro... Trocaram um beijo molhado com a chuva e com o amor que derramava deles. Ele abriu a porta da casa e apanhou-a nos braços. Entraram ali tal qual a primeira vez...  E com o mesmo amor,  e com os mesmos sonhos, e com os mesmos sorrisos. Ela preparou um café quentinho enquanto ele cantava "A noite do meu bem" ao som do violão. Um banho a dois e amor depois. Ela encostou a cabeça no ombro dele e pensou em como tinha sorte nessa vida, ele sorriu e agradeceu a Deus pelo maravilhoso dia.

(Karla Thayse Mendes - 02/02/12) 




"Hoje eu quero a rosa mais linda que houver
E a primeira estrela que vier
Para enfeitar a noite do meu bem." 
[Dolores Duran]