quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

O banquinho de madeira...

Ilustração: Wallcoo
E ela caminha por aí a passos curtos, sem um mapa do tesouro, sem a planta do labirinto, sem protetor solar nem lanterna. Segue exausta, com sede de carinho e com fome de amor, mas vai em frente "caminhando e cantando", pois sabe que em algum lugar ele estará sentado e sorrindo, guardando seu descanço num abraço bom. Então sua morada será ali no "para sempre", sentada no banquinho de madeira ao lado daquele moço.

 (Karla Thayse Mendes - 19/01/2012)

"Não desista, vá em frente. 
Sempre há uma chance 
de você tropeçar em algo maravilhoso."
[Caio F.]


Inspirado no belíssimo texto "Ocupado" de Leo Quintana - Blog Reste plus une second. (Recomendadíssimo)

4 comentários:

  1. Há um espaço no mundo que já nasce em nós.

    ResponderExcluir
  2. Que coisa Lindaaaaaaaa Thaysee!
    Ameii, doçura pura! rs

    ResponderExcluir
  3. Thayse, que coisa mais doce. Adorei. Deve haver, em algum lugar, aquele moço sentado no banquinho de madeira a nossa espera! Deve haver ... (yn)

    Beijooos *-*

    ResponderExcluir
  4. Oi, Karla, bom dia!!
    Por uma dessas ironias inexplicáveis a que somos sujeitos de vez em quando, eu estou tentando comentar essa postagem sua desde poucas horas depois que você a fez, e seu blog simplesmente não permanecia na tela, depois que eu abria o campo de comentário... A mesma coisa se deu com a postagem seguinte!...
    O texto é lindo, um verdadeiro poeminha feito em prosa, meigo como o quê! Uma doçura especial nesse blog doce e lindo.
    Agradeço, enternecido, o que é um privilégio enorme para qualquer autor do mundo: ter a menção do poema e do blog, desse jeito tão terno, tão carinhoso que você tem!
    Um beijo carinhoso
    Doces, doces sonhos
    Lello

    ResponderExcluir

"Soltava sorrisos ao vento e ouvia: Uma hora eles voltam pra você." [Vanessa Leonardi]