segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Do que não tem remédio...

Ilustração: Wallcoo
É incrível! Por mais que o tempo passe, por mais que nossas lembranças se afastem de mim, o amor continua vivo e grita abafado aqui dentro. Tudo que eu canto, tudo que eu escrevo é de alguma forma (mesmo que inconscientemente) para você. E se o tempo é mesmo o melhor remédio para todos os males, a cada dia desconfio que o meu amor por você é irremediável, incurável. E minha sina é padecer desse mal de te amar sem ser amada, meu destino é sonhar com você toda noite e sonhar com nós dois acordada. Dói tanto te amar!  E essa dor não passa, nem passará.

(Karla Thayse Mendes - 07/10/11)

"E só eu sei o quanto doeu ver 
a melhor coisa do mundo indo embora."

[Caio F.]

8 comentários:

  1. Se foi amor ... é eterno.
    só aprendemos a falar dele sem chorar.
    ^^
    que isso te seja pelo menos uma linda inspiração.
    Bjim***

    ResponderExcluir
  2. É muito ruim lembrar quando se quer esquecer. Pior é quando se quer desfazer mas acaba amando ainda mais.
    Sei como é isso...
    Beijo Karla

    ResponderExcluir
  3. Texto lindamente triste. Ou tristemente lindo. Seja como for, é lindo, embora triste. Ou triste, embora lindo. Et cetera coisa e tal.

    Beijo, menina

    ResponderExcluir
  4. Mas eu acredito que tudo passa. A dor passa se a gente deixar. O que é dor pode florescer, virar lembrança boa, poesia...

    Lindo o que escreves. Adorooo.
    Beijooos =*

    ResponderExcluir
  5. Acho que o que não podemos abandonar, ao menos deveria ficar em paz.

    ResponderExcluir
  6. Ops, que vacilo o meu flor!
    Desculpe!
    A autoria foi devidamente atribuída a vc!!
    Um beijão =*

    ResponderExcluir
  7. As suas palavras doeram em mim...
    Acho que nesses casos o tempo não cura... Apenas ameniza a dor!
    Eu acredito que para nos curar...Só vivenciando um novo amor!
    Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  8. Alguém inventou que o tempo é o melhor remédio para o desejo frustrado de ser amado, e parece que isso passou a valer como verdade. Mas, não, não é. Tempo é um remédio para diminuir a dor, não para curar a ferida, fechando-a. Se a ferida permanece interiormente, cedo ou tarde um esbarrão qualquer a faz abrir-se de novo, a dor volta e será preciso mais e mais tempo, indefinidamente... O único remédio para um amor não correspondido (exclusivamente amor não correspondido) é outro amor, situação tida por alguns como impossível, mas absolutamente possível e que acontece na maioria das vezes, pois a não-correspondência logo mostra que não vale à pena o sofrimento, enquanto o outro está lá, de bem com a vida, curtindo o seu amor...
    Mil vezes mais difícil de curar é o amor correspondido que se perdeu. Este, sim, não tem remédio que cure.
    Um beijo carinhoso
    Leo

    ResponderExcluir

"Soltava sorrisos ao vento e ouvia: Uma hora eles voltam pra você." [Vanessa Leonardi]