quinta-feira, 3 de março de 2011

Das cinzas...

Ilustração: Irisz Agocs

Coração era produto pronto pra entrar em combustão.
Foi quando veio você, quente, riscando amor com força,
acendendo um clarão em mim.
Ardi, queimei, chorei faíscas até explodir.
Você foi embora e depois veio a chuva.
Agora só restaram as cinzas.

(Karla Thayse Mendes - 30/01/10)

"E fico sentindo falta do teu jeito lento de chegar, 
pisando em nuvens, 
sempre azul."

[Caio F.]

13 comentários:

  1. Menina Karla, você tem dom de colorir mesmo cinzas...

    E no mais, já ouviste falar da Fênix?!



    Beijo aquarela pra ti!

    ResponderExcluir
  2. É isso que me deixa triste ;/

    beijão flor *;

    ResponderExcluir
  3. Lance-se ao vento e caia onde ele parar... não adiantaria ressurgir sem mudanças, portanto floresça e embeleze a vida (sua e de um outro alguém)!

    ResponderExcluir
  4. Amo Caio F. Escolheu muito bem o trecho. Passa lá no blog.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. E o vento volta a bater... a levar...

    Beijos, Karla.

    ResponderExcluir
  6. Anda chovendo muito por aqui também...há cinzas por todos os lados...

    Um beijo daqui!!

    ResponderExcluir
  7. Bonito como descrevestes de forma literal esse fogo da paixão, que é só chama, quando apaga precisamos nos conformar com cinzas.
    Beijos, bom feriado.

    ResponderExcluir
  8. ah meu deus...é tudo tão verdadeiro, tão triste que chega mesmo a magoar!

    ResponderExcluir
  9. Karlinha,
    Desejo a você um maravilhoso dia da mulher internacional que você é. Não me equivoquei na ordem das palavras. A você, o meu beijo carinhoso. Todos os dias do ano são seus, não apenas este.
    Um beijo carinhoso!
    Lello
    P.S. - Volto com certeza para comentar!

    ResponderExcluir
  10. Karla,

    Parabéns à nós mulheres pelo nosso dia, por tudo que somos, por tudo o que representamos, por tudo o que já conquistamos, por termos recebido o dom de dar a vida.
    Parabéns à você minha querida!

    Um forte abraço,
    da amiga,

    Gislene.

    ResponderExcluir

"Soltava sorrisos ao vento e ouvia: Uma hora eles voltam pra você." [Vanessa Leonardi]