quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Menina de Lua...


Tristeza mingüante deu lugar à esperança que cresce crescente.
Uma nova menina, cheia de amor, reluzente.
No escuro do céu azul sem fim só dá ela.
E nem as estrelas mais lindas ofuscam o brilho que vem dela.
Sonha com aquele moço que sorri feito o Sol a brilhar.
E a distância malvada castiga essa vontade de amar.
Mas ela sabe que isso é raro e nunca desiste de sentir.
Espera o próximo eclipse pra viver esse amor sem fim.

(Karla Thayse Mendes - 19/08/10)

sábado, 25 de setembro de 2010

Blogagem Coletiva " Dedique uma canção a quem você ama".


Mimar você
(Alain Tavares e Gilson Babilônia)

  Eu te quero só pra mim
Você mora em meu coração
Não me deixe só aqui
esperando mais um verão
Te espero meu bem
Pra gente se amar de novo
Mimar você
Nas quatro estações
Relembrar
O tempo que passamos juntos
Bem bom viver
Andar de mãos dadas
Na beira da praia
Por esse momento
Eu sempre esperei.

(Música gravada originalmente pela banda Timbalada e belissimamente regravada por Caetano Veloso)




Acatando o convite dos queridos amigos do Blog Espaço aberto.


Abraço carinhoso!




domingo, 19 de setembro de 2010

A moça pelo avesso...

Ilustração: Wallcoo
Um coração enorme, vezes iludido, outras maltratado, mas apesar dos pesares, ainda cheinho de amor pra amar, e transborda. Alma de borboleta, ela abre as asas de dentro e voa pra qualquer lugar com caneta e papel na mão. De tanto olhar as estrelas aprendeu a brilhar também e sorri luz. Plantou um jardim no chão de um sonho e colhe flores de todas as cores a cada manhã. Guarda lembranças, carinhos e saudades de alguém. Num dia chora de dentro pra fora e no outro, solta sorrisos ao vento. Mas o que você vê é só uma embalagem de papel de pão. Só a conhece deveras quem já virou-a pelo avesso, eu a conheço.

(Karla Thayse Mendes - 22/08/10)

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Na tua medida...

Ilustração: Wallcoo
Eu não preciso de uma alegria muito grande,
só quero uma que caiba
no espaço do teu abraço.

(Karla Thayse Mendes - 19/08/10)

domingo, 12 de setembro de 2010

A nossa praça...

Ilustração: Wallcoo
Passei por ali um dia desses, era fim de tarde e o sol iluminava saudoso o cenário daquele amor. Lembrei de quando eu chegava e você me esperava sorrindo, sentado ali naquele banquinho de madeira, agora vazio. E coria pra me envolver num abraço, abraço quentinho de amor. Beijo com gosto de sorvete de côco, o balanço das árvores, você em mim... No barzinho ao lado alguém cantava “chega de saudade” ao som de um violão. Senti seu toque firme em minhas mãos, senti saudades. Ah como eu te amei menino! Enxuguei uma lágrima que veio molhar meu rosto e sentei ali pra esperar o sol se pôr. E veio mais uma noite triste sem você. Estrelas iluminando a alegria de alguém e a lua diferente, aquele coelhinho que um dia a gente pintou lá dentro, eu já não via mais.

(Karla Thayse Mendes - 22/08/10) 


“Chega de saudade
A realidade é que sem ela
Não há paz não há beleza
É só tristeza e a melancolia
Que não sai de mim
Não sai de mim
Não sai”


[Vinícios e Tom Jobim]

domingo, 5 de setembro de 2010

Flor de guardanapo...

Passeavam de mãos dadas naquela noite. A lua só não brilhava mais que a luz dos olhos dela, e   sorriso dele era tão doce quanto aquele sorvete de chocolate. Ele apanhou um guardanapo em cima da mesa e fez um “ar de mágico de circo”. Ela sorriu amor. Ele levou as mãos para trás e pediu que ela fechasse os olhos, quando abriu, ela viu que ele tinha na mão direita uma flor de guardanapo. Recebeu e suspirou. Olharam-se de um jeito tão suave e tão profundo, como se um pudesse ler a alma do outro. Ela o amava, ele a amava... E ela acreditou que seria pra sempre.

(Karla Thayse Mendes - 22/08/10)


" É de mágica que eu dobro a vida em flor..."

[Marcelo Camelo]