domingo, 19 de setembro de 2010

A moça pelo avesso...

Ilustração: Wallcoo
Um coração enorme, vezes iludido, outras maltratado, mas apesar dos pesares, ainda cheinho de amor pra amar, e transborda. Alma de borboleta, ela abre as asas de dentro e voa pra qualquer lugar com caneta e papel na mão. De tanto olhar as estrelas aprendeu a brilhar também e sorri luz. Plantou um jardim no chão de um sonho e colhe flores de todas as cores a cada manhã. Guarda lembranças, carinhos e saudades de alguém. Num dia chora de dentro pra fora e no outro, solta sorrisos ao vento. Mas o que você vê é só uma embalagem de papel de pão. Só a conhece deveras quem já virou-a pelo avesso, eu a conheço.

(Karla Thayse Mendes - 22/08/10)

26 comentários:

  1. Aiiiiiiiii, que lindoooooooooooooo!
    LINDOOOOOOOOOO demais!!!

    Beijo, Karlinha!

    ResponderExcluir
  2. Você é a mais pura expressão da vida!
    Seu coração reluz!

    Um beio com meu carinho e admiração

    ResponderExcluir
  3. Nós somos exatamente isso: o avesso das coisinhas que se pode ver. =)

    beijos doces, moça.
    saudade daqui *-*

    ResponderExcluir
  4. Belas palavras. Aliás, beleza é o que não falta aqui. Um dos blogs mais lindos que vi nos últimos tempos.

    Vou seguir, sure!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. lindos versos lindo sentir ao amor... ese que esta ahi sempre pra amar a verdade que espera ser mimada cuidada y protejida sempre a toda hora que o dia en que seja dona do amor verdadeiro sera subliem ao amor....

    saludos amiga
    agracos de coracao

    otima semana

    obrigado pela visita sempre seja benvinda

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Nossa menina!
    Que doçura nas tuas linhas.

    Deu até vontade de virar do avesso, mas como suportar ficar tão nua?

    Bjo doce!

    ResponderExcluir
  8. E é só pelo avesso que nos conhecemos realmente...
    Lindas suas palavras. Amei o blog.
    beijos.

    ResponderExcluir
  9. Que texto lindo. Tão simples, tão claro, tão belo! :D

    ResponderExcluir
  10. Que lindoooooooo!!!!

    Pior que é verdade!
    Somos exatamente assim...Um dia tristes noutro felizes demais, somos o avesso do inesperado!
    rs

    -Passa la no meu lindinha!
    Tem texto novo!
    Comenta laa~

    =)

    ResponderExcluir
  11. Perfeita a forma como se descreveu! Seu texto é encatador!

    Já estou seguindo!

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Viemos convidar você para participar da nossa nova Postagem Coletiva.
    Dessa vez, a nossa proposta é para que você dedique uma canção a quem você ama.
    Use a criatividade e faça uma postagem da forma e do jeito que quiser.
    Contamos com a sua presença!
    Um abraço de toda a Equipe do Espaço Aberto

    ResponderExcluir
  13. Muito belo teu blog, parabéns! Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Tudo que você escreve cobra bastante reflexão. Separo alguns minutos (excelentes) a buscar seus significados possíveis. Quem sabe, com alguma felicidade, a gente veja um pouquinho além do papel de pão ou de presente... Pois – é verdade – do avesso, só você conhece! E só você porque talvez não seja uma descrição poética de alguém profundamente poética, mas uma auto-descrição... É ver essa descrição e olhar a foto logo ao lado, e ao menos uma pontinha de dúvida fica: “isto aqui é poesia ou é uma borboleta que descuidadamente abriu as asas para fora?” Ando demais com caneta e papel na mão, caminhando na madrugada, na praia de Pitangueiras, no Guarujá... Cabe o mundo nestes pedaços de papel. Só invejo ainda não ter esses olhos... Ah! Olho tanto as estrelas, mas não sei se já aprendi a brilhar e a sorrir luz... Aliás, é uma frase (ou um verso) de rara beleza!
    Como tudo que você tem feito...
    Beijo carinhoso
    Lello

    ResponderExcluir
  15. Oi querida, eu que agradeço a sua! Se puder siga meu blog, ficarei feliz com a sua participação!

    bjs!

    ResponderExcluir
  16. Lindamente, é como você escreve!

    já tinha visto algum texto seu, mas não conhecia seu blog, e hoje encontrei :)


    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Obrigada de coração!

    Beijos carinhosos

    ResponderExcluir
  18. Tudo tão delicado e tão doce, que chega a derreter. rs Lindo, como sempre :)

    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Até pq pra se conhecer alguém verdadeiramente tem que ser pelo lado de dentro.
    Muito bom o escrito, gostei mesmo.

    Bjs =)

    ResponderExcluir
  20. "voa pra qualquer lugar com caneta e papel na mão."
    E é isso que, às vezes, nos salva da realidade!

    Lindo, adoreeeeeeeei!

    Beijão, Karla!!

    ResponderExcluir
  21. Se fosse possivel expressar em palavras o que os arrepios e lágrimas disseram, perceberia o que causou em mim ler suas palavras...
    Lindo e intenso! Obrigado...

    ResponderExcluir
  22. É tudo uma questão de sentir e de olhar com outros olhos...

    Lindo, lindo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Ficou muito meigo o texto :) Gostei muito!
    Beijo!

    ResponderExcluir

"Soltava sorrisos ao vento e ouvia: Uma hora eles voltam pra você." [Vanessa Leonardi]