quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Menina de Lua...


Tristeza mingüante deu lugar à esperança que cresce crescente.
Uma nova menina, cheia de amor, reluzente.
No escuro do céu azul sem fim só dá ela.
E nem as estrelas mais lindas ofuscam o brilho que vem dela.
Sonha com aquele moço que sorri feito o Sol a brilhar.
E a distância malvada castiga essa vontade de amar.
Mas ela sabe que isso é raro e nunca desiste de sentir.
Espera o próximo eclipse pra viver esse amor sem fim.

(Karla Thayse Mendes - 19/08/10)

11 comentários:

  1. CONVITE VIP
    Olá, Karla querida
    Lindo esse seu Blog também.
    Passa amanhã em meu Blog... dia 01/10... a partir das 10h... e não teremos hora para acabar a festividade...
    Oferecei um coquetel de 7 botões de rosa orvalhada...
    Não falte, vai me fazer MUITO feliz e desejo fazer-lhe também.
    Abraços fraternais

    http://espiritual-idade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Um viva à esperança!!
    Que ela embale a realidade de seus sonhos,
    ou seria os sonhos de sua realidade?
    Não importa.
    Bom mesmo é amar!!!
    Beijão

    ResponderExcluir
  3. lindo poema lindo sentir... jamais se perde a esperanca de amar de esperar ele tocar a porta mais na hora que ele tocar a porta acolher ele con amor sempre...

    lindo amiga
    abracos
    otima semana

    obrigado pelo lindo comentario

    ResponderExcluir
  4. Como é bom sentir, ter esperança...

    Lindo :)

    ResponderExcluir
  5. Ola lindona!
    Primeiro queria pedir descupas pelo meu sumiço! rs
    (no meu blog tah o motivo!)
    -Ameeeeeeeei seu texto!
    Tudo a ver cmigu!
    Sou literalmente menina de lua!
    E tb vivo com a cabeça na lua!
    rsrs*

    Um dia minguante, no outro crescente, no outro nova e por ai vai...

    bjãO linda!

    ResponderExcluir
  6. Que lindo Karla. Muito verdade que o amor nunca acaba. Sempre espera um novo momento para ser demonstrado!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. parabens pelo seu blog..

    maravilhosas as palavras... entram lá dentro

    bos e otimo final de semana

    ResponderExcluir
  8. .

    "E nem as estrelas mais lindas ofuscam o brilho que vem dela."

    É isso!

    Beijos, Karla.

    Um domingo encantado pra ti.

    Beijos e sorrisos... muito!

    .
    .

    ResponderExcluir
  9. Oi, Karla
    Às vezes, o que é tanto para nós é tão longe! A distância leva a fama de malvada, mas será? E se ela for apenas constatação de que nossos sentimentos, eles sim malvados conosco por mais que bem nos façam, cismam de nos interessar pelo que (fato incontestável) é naturalmente difícil?! Ah! Nessas coisas de malvadeza, quem é mais malvado que nossos olhos e nosso coração, que veem uma pessoa, ouvem-na, e dizem: “tu a amas! não sabes que tu estás amando?!” Então, sobram eclipses, rasgos de generosidade comprometida pela raridade, que nos concedem em gotas o que queríamos oceano. Suspiro!!! Às vezes, fincamos os cotovelos numa mesa longe no mundo, lemos e relemos um texto, para por ele (loucura!) definir uma alma. E resta que dizemos: o texto é doce, pois então, quão doce essa alma é.
    Beijo carinhoso
    Lello Bandeira

    ResponderExcluir

"Soltava sorrisos ao vento e ouvia: Uma hora eles voltam pra você." [Vanessa Leonardi]