terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Eu em translação...

E eu que sempre andei tão equilibrada no fio da minha corda bamba, levei um tombo numa dessas noites de outono. Como um fruto que antes verdinho no pé, agora maduro obedece à lei da gravidade e vai direto ao encontro do chão. Esta simplesmente é a dinâmica da natureza. Certo dia inclinei-me em direção ao Sol, e a partir daí tenho deixado ele me tocar recebendo por diferentes ângulos o carinho dos seus raios. Fecho os olhos e giro ao seu redor numa aventura translacional. Então eu chovo, faço sol, chuvisco, pinto um arco-íris no meu céu azul e fico nublada... Renovo-me em quatro estações. Já floresci na primavera, já esquentei a cabeça num verão, já esfriei as emoções num inverno, mas nada me marcou tanto quanto aquele tombo que eu levei no outono. Quando vi teus olhinhos que conseguiram ofuscar a luz da Lua em mim, me rendi e caí da minha árvore de autocontrole. Caí nos melhores braços que já me abraçaram, dentro do teu aconchego bom. Desde então Meu Bem, eu Caio de amores todos os dias por você... Quero chover ou ensolarar do teu lado, em qualquer fuso horário ou em qualquer estação. E que sejas sempre primavera, verão, outono ou inverno em mim.

P.S. Para quem me fez sorrir e chorar... No momento, este último verbo me pesa mais e a dor de carregar é grande, mas meus braços cansados irão conseguir... Eles sempre conseguem. Só que por enquanto dói.


(Karla Thayse Mendes - 11/11/09 - ♥)

5 comentários:

  1. Caindo de amor... quedas constantes e diárias... As melhores quedas que existem...

    ResponderExcluir
  2. Tenho esquentado a cabeça no verão, espero muito pelo inverno que esfriará minhas emoções.
    E é por isso que muito o espero.

    Fico aliviada que entendera os Devaneios de Lúcia, rs.

    Beijos com cheiro de rosa.

    ResponderExcluir
  3. Noosa lindo demais, que seja sempre assim *--*

    ResponderExcluir
  4. Karla..
    gostei do teu espaço.estou seguindo.
    beeijos

    ResponderExcluir

"Soltava sorrisos ao vento e ouvia: Uma hora eles voltam pra você." [Vanessa Leonardi]