domingo, 30 de agosto de 2009

Em suas águas...




Tem enchente de você alastrada em mim.
Dentro os meus pensamentos, molhando minha emoção,
derrubando minhas paredes, inundando minha razão.
Fecho os olhos e mergulho em suas águas,
lá no fundo te tocar...
Dispenso botes, remos e bóias.
Quero mais é me afogar.

(Karla Thayse Mendes- 28/08/09- ♥)

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Das malcriações..

Ilustração: Audrey Kawasaki
Meu sorriso malcriado,
há três dias trancado no quarto,
disse que só sai de lá
quando você voltar.

(Karla Thayse Mendes - 28/08/09-♥)

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Momento de cristal...

Ilustração: Verônica Navarro
Ela chorou baixinho por dentro, pra não acordar as lágrimas que ali dormiam. Mas uma que despertou, escorregou pelo seu rosto até encostar na mão dele, que a acariciava. Passeou ali por entre as linhas, parou pra descansar na linha da vida e continuou andando até secar na linha do destino. Ele não perguntou nada, apenas fechou os olhos e sentiu. Se falassem alguma coisa ou se respirassem um pouco mais alto poderiam quebrar aquele momento. Então ficaram ali, quietinhos... assim, por horas, em silêncio. Um morando nos braços do outro, um por dentro da vida do outro.

(Karla Thayse Mendes - 26/08/09 -♥)

sábado, 22 de agosto de 2009

Quando a Felicidade bate na porta...

Ilustração: Rachelle Anne Miller
Felicidade veio me visitar um dia desses. Bateu na porta, Coração saudoso recebeu-a com um abraço acolhedor, há tempos não a via. Sentou-se no sofá da sala de estar, aceitou um chá de erva doce e conversamos por horas a fio... conversa vai, conversa vem, ela resolveu ficar por uns tempos e eu achei ótimo. Perguntou-me se poderia arrumar a casa, mudar umas coisas de lugar, eu concordei. Então ela pintou as paredes de azul, pendurou um sorriso na parede do meu quarto, limpou a poeira que estava escondida debaixo do tapete, colocou um vasinho de flor na mesinha de cabeceira e abriu todas as janelas. Agradeci com meu beijo mais admirado. Me fez tão bem... Vou dar a ela o meu melhor para que fique aqui comigo por um bom tempo.

(Karla Thayse Mendes - 09/08/09-♥)

domingo, 16 de agosto de 2009

Triste plantação...

Ilustração: Jana Magalhães
Ele chorou,
uma pequena lágrima caiu no colo da Terra fértil.
Nasceu então, um pé de tristeza ali.
Tristeza também se planta,
cabe à ele agora arrancá-la pela raiz
com as mãos do coração.

(Karla Thayse Mendes - 02/08/09)

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Estrela do meu céu...

Estrelas não brilham no céu por acaso e nem estão organizadas aleatoriamente. Cada uma brilha no lugar certo e com a intensidade que lhe cabe. E não há maior paz do que aquela que vem do céu e consegue tocar nossa alma com a ponta dos dedos. Se meu céu brilha mais bonito é porque estás lá no lugar certo e a imensidão clareia quando sorris. Nem a Lua é capaz e ofuscar o brilho que vem de ti. E mesmo quando longe ou até quando uma nuvenzinha egoísta insiste em te esconder de mim, eu sei que estás lá, sei que ainda brilhas a iluminar o meu caminho. Envolves-me com teu abraço de estrela, luz em mim,por todo o sempre,por onde eu for.

(Karla Thayse Mendes – 05/08/09 - Para minha amiga-irmã-estrela, com minhas saudades)

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

De Coração lavado...

Então ela deixou o coração de molho por três dias. Depois disso ela o lavou bem com água e sabão em pó pra tirar todas as manchas. Esfregou, esfregou... até ferir as mãozinhas. Foi quando percebeu que algumas manchas não saem nunca mais. Torceu com cuidado pra não machucar os sentimentos bons e pendurou-o no varal por um pregador. O sol se encarrega de secar os corações molhados. Depois disso ela poderia colocá-lo de volta dentro do peito.

(Karla Thayse Mendes - 27/07/09)

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Tudo o que eu tenho pra te dar...

Ilustração: Dudadase
Quero te dar chuva de flores pela manhã. E quando quiseres podes vir colher sorrisos direto do quintal da minha alma. Nunca há de te faltar afeto. E se murchar tua alegria, podes vir buscar uma muda no meu jardim para que a tua floresça outra vez. Se te faltar o vento, eu te sopro carinho. E se te faltarem as cores do dia, a gente pinta tudinho com tons de felicidade. Lá do alto, não te deixarei olhar para baixo e mesmo que escorregues de uma nuvem molhada, eu não te soltarei a mão, não te deixarei cair. Amizade é isso, teto firme no temporal, água para a sede no deserto, riso pra enxugar a lágrima que cai.

(Karla Thayse Mendes – 05/08/09 - Para minha pequena maluquinha, com carinho)