segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

A Borboleta e o Beija-flor

Lagarta pequenina no casulo fechado sonhava com um pedacinho de asa, queria voar. Tanto desejou, metamorfose veio. Lagartinha deu lugar à Borboleta colorida, tão linda, tão livre e quase tão feliz quanto tanto sempre quis. Borboleta cheia de asas e cheia de medo de voar. Desconfiava do vento, tinha medo de cair no mundo, medo de machucar as asas e não voar outra vez. Então ela nunca dançou no céu, nunca foi Borboleta de verdade. Um dia veio o Beija-flor, de longe achou que ela fosse Rosa colorida, a mais linda que seus olhos haviam tocado...ele a amou. Um beijo e a Borboleta quis ser verdadeiramente Flor. Então seu coração floresceu e o amor a fez voar tão alto, muito mais do que suas asas poderiam fazer.

(Karla Thayse Mendes - 25/07/08)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Soltava sorrisos ao vento e ouvia: Uma hora eles voltam pra você." [Vanessa Leonardi]